Por Carolina Resende e Katia Negri

Quais são as circunstâncias individuais e sociais capazes de causar profundo sofrimento emocional?

Quando alguém pensa em suicídio, podemos olhar para diferentes lugares em busca de uma razão, de uma resposta. Nem sempre ela vem. São muitas respostas possíveis. Por isso, podemos começar acolhendo e compreendendo as dificuldades, os problemas e as experiências traumáticas que causam sofrimento mental e emocional em nós e nas pessoas que amamos. Neste texto, vamos olhar para uma estratégia possível diante do suicídio: buscar, em meio à dor, a valorização da vida.

Mesmo quando a vida não se apresenta para nós da forma como queremos ou imaginamos, podemos nos inspirar no poeta Carlos Drummond de Andrade e dizer, como ele: “Clara manhã, obrigado, o essencial é viver”. Valorizar a vida é exercitar o nosso olhar mais amplo para quem somos, para a nossa integralidade, para a saúde física e mental, fundamentais para vivermos uma vida plena!

A promoção da saúde mental e emocional é um caminho possível para conectar cada pessoa à sua felicidade e para promover o desenvolvimento de suas habilidades de saber lidar consigo mesmo, com os outros e com os desafios da vida de forma positiva. Promover saúde emocional e bem-estar à nível populacional é prevenir comportamentos violentos e autodestrutivos, integrar e reintegrar indivíduos para serem felizes e exercerem cidadania plena e ativa. À nível individual, é importante oportunizar o desenvolvimento de habilidades socioemocionais, fortalecendo o auto amor, o autoconhecimento, o autocuidado, a autoestima, a autonomia, a empatia e a resiliência, habilidades essenciais para saber lidar positivamente com dificuldades.

Neste dia, em que toda a sociedade está refletindo e falando sobre prevenção do suicídio, a ASEC e o Movimento Saber Lidar reafirmam o compromisso de Promover para Prevenir. Promover saúde mental e emocional por meio de ações voltadas ao pleno desenvolvimento humano. Investir em cada vida é valorizá-la em sua essência!

Ao falarmos sobre a vida e o viver, Mário Quintana nos presenteia com sua poesia, e nos ajuda a refletir sobre a vida da perspectiva do “um dia de cada vez”. Cada respiração, cada olhar, cada palavra, cada toque: tudo é vida!

    Canção do dia de sempre

    Mário Quintana

    Tão bom viver dia a dia…

    A vida assim, jamais cansa…

    Viver tão só de momentos

    Como estas nuvens no céu…

    E só ganhar, toda a vida,

    Inexperiência… esperança…

    E a rosa louca dos ventos

    Presa à copa do chapéu.

    Nunca dês um nome a um rio:

    Sempre é outro rio a passar.

    Nada jamais continua,

    Tudo vai recomeçar!

    E sem nenhuma lembrança

    Das outras vezes perdidas,

    Atiro a rosa do sonho

    Nas tuas mãos distraídas…