Jovens engajados em promover para prevenir em saúde mental:

uma rede potente de cuidado e de ação

“Ali você exercita a escuta ativa, exercita seu autoconhecimento, as suas habilidades, percebe e também percebe o outro”. É assim que a engajadora Abigail Thais Pinheiro da Silva Santos, de 21 anos, fala sobre os encontros do Caixa de Ferramentas Jovem, uma das ações do projeto Promover para Prevenir em Saúde Mental de Adolescentes, realizado em parceria entre a ASEC Brasil | Movimento Saber Lidar e o UNICEF Brasil.

Os encontros que Abigail fez parte têm uma característica específica: eles fazem parte do Engaja, uma realização do CIEDS, em parceria com o UNICEF Brasil e a Saint-Gobain. Os espaços de cuidado consigo e com as outras pessoas são muito relevantes para as redes de jovens engajadores por soluções para si e para seus territórios. Com o Caixa de Ferramentas, fortalecem o saber lidar consigo mesmo, com os outros e com os desafios de forma positiva.

A Letícia Aline do Nascimento, de 15 anos, também é uma engajadora. Ela comenta que experimentou conforto, acolhimento e motivação durante os encontros. “Eu me senti livre para falar o que eu queria. A gente conversou, a gente riu muito. Isso foi uma parte super importante, porque a gente riu muito”. Letícia ainda fala sobre os papos que rolaram nos encontros e cita que a Karol Conká – a artista que tem recebido críticas e provocado discussões sobre a sua participação no programa BBB21 – poderia ser muito beneficiada pelo Caixa de Ferramentas.

Letícia Aline do Nascimento com o seu Kit Socioemocional: material recebido pelos participantes do Promover para Prevenir em Saúde Mental de Adolescentes.

Letícia Aline do Nascimento com o seu Kit Socioemocional: material recebido pelos participantes do Promover para Prevenir em Saúde Mental de Adolescentes.

Ao chegarem com um propósito, jovens engajadores também levam essa energia para a equipe de monitores da ASEC Brasil | Movimento Saber Lidar, que realizam os encontros. “São jovens realmente muito engajados, têm um perfil autônomo, de quem faz, de quem vai para a ação, e que têm um olhar para o território”, comenta Kátia Negri, coordenadora do Caixa de Ferramentas Jovem.

Agora, preparados e fortalecidos entre si, 50 jovens engajadores irão expandir o cuidado, que começou nos encontros durante o mês de janeiro. Nesta semana, inicia-se uma nova etapa do projeto: é hora de multiplicar a estratégia. A metodologia do Caixa de Ferramentas segue ocorrendo de jovem para jovem, pela a chamada “educação entre pares”. Essa é uma estratégia muito relevante para a ação porque forma uma rede ainda mais potente. E esse trabalho fica mais fácil depois de experimentarem e estarem sensíveis à metodologia. “Meus companheiros engajadores são ótimos, a gente se conheceu muito mais”, comenta Letícia.

Para este novo momento, jovens seguem recebendo o cuidado da equipe de monitores da ASEC Brasil | Movimento Saber Lidar. Em encontros de mentoria, podem compartilhar desafios, dúvidas e experiências, e buscar acolhimento diante das situações desafiadoras que podem surgir. Além dos encontros entre jovens, novas edições do Caixa de Ferramentas continuam sendo realizados pela ASEC Brasil | Movimento Saber Lidar em parceria com o UNICEF Brasil durante os meses de março e abril. Podem participar jovens de 14 a 24 anos, vinculados a alguma ONG dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Veja o depoimento completo da Abigail no instagram do @movimentosaberlidar